Ex-jornalista da Globo lança pré-candidatura à Presidência da República e passa por Muzambinho

Publicado em 11/03/2018 - geral - Da Redação

Ex-jornalista da Globo lança pré-candidatura à Presidência da República e passa por Muzambinho

Conhecida por ter apresentado diversos programas jornalísticos na Globo ao longo das décadas de 1980 e 1990, entre eles o “Jornal Nacional” e o “Fantástico”, a jornalista Valéria Monteiro publicou um vídeo em que garante que é pré-candidata à presidência do Brasil em 2018.

O vídeo foi postado em seu canal no YouTube e traz a apresentadora à frente de uma bandeira do Brasil, em tom sério, afirmando que dará sua “cara a tapa” para uma campanha com “temas importantes” e um “debate honesto”.

“Por enquanto não farei proposições de campanha, pois ainda não estamos em campanha e isto poderia até incorrer em multas e penalidades”, explicou posteriormente em seu Facebook, mostrando-se contente com a repercussão do vídeo.

“Se você, como eu, se sente abandonado por aqueles que deveriam nos proteger e representar, vem fazer ativismo político comigo. Sou pré-candidata à presidência. É, da República. É sério.”, afirma.

Valéria ressalta que seria justamente seu “primeiro grande desafio conseguir um partido corajoso suficiente para nos oferecer uma plataforma independente, já que a lei não permite candidaturas independentes e nem criação de novos partidos”.

A jornalista deverá efetivar sua pré-candidatura pelo PMN e está percorrendo o país com a “Caravana da Coragem”, procurando ouvir os anseios da população em diversas regiões.

EM MUZAMBINHO

Valéria Monteiro visitará o Sul de Minas e estará no município de Muzambinho no próximo dia 14 de março, quarta-feira, no período da manhã, mantendo encontros políticos, apresentando seus planos e conhecendo as demandas da cidade e região. No mesmo dia, ela também estará na cidade de Campo Belo.

DIFERENTE

Em uma de suas entrevistas, a jornalista respondeu o que teria de diferente dos outros presidentes que já governaram o Brasil, caso eleita. E disse: “Se eu ganhasse é um caminho muito longo. Estou desenhando um plano de governo com uma equipe que ainda não está completa. Muitas pessoas capacitadas, técnicas em várias áreas, se comprometeram a ajudar caso eu tenha condição de concorrer. Enquanto isso, eu quero escutar a sociedade e as pessoas que tenham conhecimentos para compartilhar comigo. Tenho muito o que aprender, mas normalmente eu aprendo rápido”.