Lima x Limão - Edição 1146

Publicado em 14/06/2013 - estevao-bortoloti - "Tézo" Bortolotti

GRUPO DE TEATRO BOCA DE CENA – A meninada sabe representar, tem força de vontade, talento, inspiração, não ficam devendo nada para grandes profissionais da área. Esta opinião não é só deste colunista mas de muita gente tanto daqui quanto de fora que entende muito bem do assunto. Eles representam uma vitória, uma honra, um orgulho para nossa querida Muzambinho. Muitas apresentações perfeitas e emocionantes tanto aqui como em outras comunidades, público satisfeito, aplausos, cumprimentos, pedidos de bis. Hoje mais uma grande peça a ser representada, o público ansioso na expectativa de mais um bom espetáculo, um diretor pleno de justificável orgulho pelo seu bom trabalho, atores preparados, local previamente escolhido e acertado e de surpresa na última hora... NÃO PODE, NÃO TEM VAGA! Nada justifica tão desastrosa e infeliz decisão. A prioridade tinha que ser da nossa cultura. ERA DELES!

PRIMEIRA MOSTRA DE ARTESANATO DE MUZAMBINHO E FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA – esses dois eventos aconteceram entre os dias 30 de maio a 02 de junho na Casa da Cultura e na Praça Pedro de Alcântara Magalhães sob os auspícios da Prefeitura Municipal e Secretaria de Indústria e Comércio e SEBRAE MG. Só que os eventos não foram bem divulgados como deveriam ter sido e a grande maioria dos artistas da cidade se quer foram convidados a expor suas obras. Eu mesmo que, modéstia a parte, sou considerado pelos entendidos, inclusive pelos próprios colegas de profissão um dos bons artistas plásticos locais, somente tomei conhecimento das referidas exposições depois destas realizadas. Tal falha é o que eu chamo de incapacidade de reconhecimento, apoio e incentivo a aqueles que desejam não só recompensa financeira mas acima de tudo divulgar e engrandecer a cultura da sua terra natal. Como já fiz tal e muito bem feito em São Paulo, Rio, Londrina, Araraquara, Ouro Preto e em muitas outras cidades do Brasil e até da América do Norte e Europa através dos meus quadros, artesanato e esculturas em madeira tenho a consciência tranqüila mas mesmo assim continuo perplexo com o rançoso preconceito político e falta de reconhecimento e apoio de muitos dos nossos conterrâneos que ocupam cargos importantes. Vale lembrar que foi o artista Estevão Bortolotti quem com uma concorrida exposição inaugurou e posteriormente reinaugurou nossa Casa da Cultura, e que por ocasião da visita do Secretário de Cultura e Turismo de Belo Horizonte a Muzambinho fez uma exposição dos seus trabalhos no espaço da Câmara Municipal, trabalho muito apreciado pelo senhor Secretário que inclusive prometeu a este artista incluir nossa terra no conceito de cidade turística. Perda de tempo ou não, é bom “CUTUCAR” de vez em quando!

ACADEMIA MUZAMBINHENSE DE LETRAS – Era uma vez... Dois cidadãos cultos, sensíveis que entenderam de fundar a Academia Muzambinhense de Letras, mesmo sabendo de antemão que tal empreitada não seria fácil, mas cientes que a mesma vontade já era demonstrada por alguns escritores amadores da comunidade. Animados, perseverantes e contando a adesão desses, saíram a campo na tentativa de reunir mais interessados e ao mesmo tempo conseguir o apoio das autoridades municipais. Com os novos adeptos até que não foi difícil, mas com as citadas autoridades... Academia de Letras? O que vem a ser isso? Há.. já sei, tem a ver com comida. Sopa de macarrão de letrinhas não é? NÃÃÃÃÃO!?

DESORGANIZAÇÃO NA CÂMARA MUNICIPAL – Tem gente que comparece a Câmara para discutir em voz alta com outros presentes coisas que nada tem a ver com os assuntos do dia. Tal atitude atrapalha o transcorrer das sessões e os demais cidadãos que vão até lá para tomar conhecimento das decisões e reivindicações dos edis e do Poder Executivo. Como se não bastasse o falatório, muito dos vereadores não agem com respeito e ética virando as costas e deixando seus lugares quando um colega adversário político está fazendo uso da tribuna. O povo está perguntando: NÃO VIERAM E VOLTARAM COM O DESEJO DE MELHORAR AS SESSÕES?

NÃO PODE – Sábado a noite uma loja grande da cidade cercando sua calçada e metade da Av. Dr. Américo Luz a sua frente a fim de fazer propaganda. Não pode e a Polícia e fiscais da Prefeitura tinham que ter chamada a atenção e ordenado a retirada dos obstáculos ao livre trânsito dos pedestres. NÃO SOMOS IMPLICANTES. SOMOS HONESTOS!

OLHA A MARACUTAIA – Na nossa cidade tem secretário de obras, engenheiros e arquitetos tão deficientes que até não sabem nem o que são nível e colher de pedreiros. Plantas então, nem de CASA DE JOÃO-DE-BARRO. Mas como o envolvimento político-partidário tudo é possível... Estão por ai dando uma de Oscar Niemeyer. Isso é a minha, a NOSSA terra natal!

Mais como nem tudo é limão... limas bem doces de respeito e gratidão a todos aqueles que ignorando meus erros de gramática e outros mais me estimulam a continuar protestando e cobrando contra as injustiças que prejudicam nossa cidade e nosso povo.

Até a próxima amigos(as)!