Lima x Limão - Edição 1137

Publicado em 12/04/2013 e atualizado em 12/04/2013 - estevao-bortoloti - Tézo Bortolotti

MATO E MORRO – Não, nada de valentia e tragédia. Estou falando dos passeios sujos e da topografia do último quarteirão da Rua Júlio Tavares no bairro Barra Funda e a reclamação é dos moradores da vizinhança. Reclamam que os passeios que cercam o lado e os fundos do imenso terreno baldio, a exemplo do próprio terreno, estão tomados pelo mato principalmente o passeio da descida. Reclamam também do forte declive que piorou muito com a retirada do escadão que facilitava bastante o ir e vir dos idosos, gestantes, paraplégicos, obesos e até mesmo o trânsito das crianças. “Desmancharam o escadão, calçaram o quarteirão e esqueceram de eliminar o “cocuruto” difícil de ser vencido”, deplora a Dona Sebastiana, senhora obesa e claudicante. EU VI, OUVI E ESTOU PUBLICANDO!

ALÔ CEMIG – Vários meses de um poste com lâmpada apagada na esquina da Capitão Heleodoro Mariano com a Júlio Tavares. Escuridão perigosa. Reclamação dos comerciantes e moradores próximos.

FIZERAM JUSTIÇA – Graças aos senhores vereadores da gestão passada, alguns deles participando também da atual – meu saudoso pai LUIZ BORTOLOTI – que era mais conhecido por LUIZ PADEIRO – ganhou nome de rua no JARDIM DOS IMIGRANTES. Meu pai era homem honesto, trabalhador, muito popular e participante entusiástico dos eventos folclóricos que no passado eram realizados em Muzambinho. Meu pedido foi atendido, então quero renovar meus agradecimentos: MUITO OBRIGADO NOBRES VEREADORES DA NOSSA TÃO QUERIDA MUZAMBINHO!

CONQUISTA IMPORTANTE – Legal. Agora nossa Polícia Militar e também a Civil, graças ao nosso meritíssimo juiz Dr. Flávio Schmidt está provida de aparelho que mede a intensidade do som (decibéis) emitido por veículos de passeio, propaganda volante, templos religiosos, casas de família, festas, etc. Vamos esperar que seja mesmo devidamente usado para pelo menos diminuir os abusos diuturnamente cometidos assim combatendo a quase total impunidade.

NÃO PODE – Ciclistas marmanjos a tarde e a noite fazendo gracinhas no meio dos quarteirões da Avenida Dr. Américo Luz correndo em alta velocidade e “tirando finas” nos passantes. Crianças usando como pistas de recreação locais mais seguros tudo bem, mas marmanjos fazendo o mesmo é INACEITÁVEL. Alô para quem de direito e OBRIGAÇÃO!

ALERTA E RECONHECIMENTO – O vereador Nilson Bortoloti sabiamente defendendo a permanência e as vantagens do nosso tradicional calçamento de pedras e preocupado com o abuso de velocidade em nossas ruas e praças e até solicitando a colocação de mais lombadas afim de evitar acidentes e possíveis tragédias. Nas suas considerações o nobre vereador lembrou que este colunista, anos atrás foi o pioneiro na reivindicação de obstáculos (lombadas) nas vias de maior trânsito no que foi atendido, lembrança essa que agradeço de coração. Aliás, o Nilson nas reuniões da Câmara Municipal, sem nenhum demérito para com seus pares, tem primado pela moderação e coerência na sua fala sempre em prol das relações harmoniosas entre colegas de Casa e da evolução da comunidade. CONTINUE ASSIM NILSON!

LIMÃO E BEM AZEDO – Os fatos são incontestáveis, falam mais claro e mais alto do que muitos argumentos e complicadas explicações. Assim sendo, um alô bem azedo da parte de um operário pobre aposentado pelo INPS, hoje INSS para a PRESIDENTE DILMA e para vários dos nossos institutos de pesquisas, porque enquanto vocês pregam e publicam deflação pondo UM ZERO A ESQUERDA a indústria, o supermercado e outros atravessadores seguem botando DOIS A DIREITA. Ou será que foi o colunista que fugiu da escola? Outra trapalhada: o Brasil é formado por milhares de municípios. Pesquisar e apresentar resultados com base no que foi constatado em três ou quatro capitais de estado e em duas ou três outras cidades de médio porte não mostra a verdade não!

PRA QUEM NÃO SABE OU FINGE NÃO SABER – Capinar e limpar os passeios (calçadas) na frente ou em torno da moradia, barracão, oficina, estabelecimento comercial, indústria, datas e lotes é obrigação do proprietário do local e não da prefeitura. COLABORE!

LIMA – Meu alô agradecido ao jovem Rodrigo Martiniano Tardelli, dileto filho da senhora Mirtes (filha do saudoso Mário Martiniano) e do Ivan Tardelli (filho do inesquecível popular Damiro Tardelli). O Rodrigo é fã incondicional do Lima x Limão o que muito honra e envaidece este colunista. MUITO OBRIGADO RODRIGO!

AGRADECIMENTO – Minha esposa Alcidía adoentada, ficando internada pelo espaço de uma semana na nossa SANTA CASA, e agora, completamente recuperada, novamente convivendo com a família. Na oportunidade nossos agradecimentos ao amigo e competente médico Dr. Carlos de Almeida Lima, enfermeiras e demais funcionários desta Casa de Saúde que tão bem a receberam e dela cuidaram com profissional e humano carinho durante o citado período.

ATÉ OUTRA OPORTUNIDADE

CAROS LEITORES!