COLUNA MG (22 de Setembro)

Publicado em 22/09/2017 - coluna-minas-gerais - Da Redação

COLUNA MG (22 de Setembro)

Vereador aciona Polícia contra cartel

                Por suspeita de formação de cartel entre os postos de combustível de Uberaba, abertura de investigação foi solicitada ao Ministério Público e à Polícia Civil pelo vereador Samuel Pereira, que protocolou documento para formalizar o pedido de apuração sobre os preços praticados na cidade. O parlamentar questiona os valores praticados em Uberaba e a ausência de concorrência entre os diversos postos. No documento entregue à Promotoria e à Polícia Civil, foi inclusive anexado o conteúdo das últimas pesquisas de combustível realizadas pelo Procon, que apontam pouca variação de preço entre os postos de combustível. (Jornal da Manhã - Uberaba)

 

Petrobras frustra 20 mil no Norte

                O incentivo da Petrobras ao cultivo de mamona na região, aliado ao interesse em comprar o produto para produção de biodiesel, animou muitos produtores do Norte de Minas. Animou, por um tempo. Depois veio a decepção. Isto porque, na época da instalação da Usina de Biodiesel de Montes Claros foi criada muita expectativa de que haveria com o produto uma melhoria na condição de vida dos produtores que sofrem com a seca no Norte de Minas. Oito anos atrás, a Petrobras Biocombustiveis divulgou que 30% da matéria-prima para o programa de biodiesel teriam de vir da agricultura familiar. "Houve uma grande frustração na região", afirma o presidente do Sindicato Rural de Montes Claros, Ricardo Laughton. (Jornal de Notícias - Montes Claros)

 

Mutirão beneficia 175 pacientes

                Lançado no dia 31 de agosto, o Mutirão de Cirurgias de Catarata, parceria da Secretaria de Saúde de Sete Lagoas com o Ministério da Saúde, já disponibilizou o procedimento para 60 pacientes desde o início do mês. A expectativa é que, até o fim de setembro, 175 pessoas sejam operadas. Até Dezembro, 600 cirurgias serão realizadas no Mutirão. As cirurgias estão acontecendo numa clínica contratada pelo Município para a realização dos procedimentos. Os pacientes estão sendo notificados pela Central de Marcação sobre as datas das cirurgias. Os pacientes atendidos pelo Mutirão da Catarata estão recebendo o mesmo atendimento que pacientes de planos de saúde ou particulares. (Sete Dias - Sete Lagoas)

 

Grupo Galpão apresenta "Tio Vânia"

                Em comemoração aos seus 35 anos, o Grupo Galpão vai apresentar neste sábado, 23, no Teatro Municipal de Araxá, o espetáculo "Tio Vânia (aos que vierem depois de nós)". Com o primoroso texto de Anton Tchékhov, direção de Yara de Novaes e iluminação de Pedro Pederneiras a peça faz parte do repertório de comemoração do Grupo e foi encenada pela primeira vez em 2011.Peça escrita em 1897 por Anton Tchékhov, "Tio Vânia" tem como tema central a perda inevitável das ilusões e a consequente necessidade do homem de se reinventar e de enfrentar o futuro. (Diário de Araxá)

 

Ubaporanga realiza 1º Fórum de Cultura

                A Prefeitura de Ubaporanga realizou, nas dependências da Escola Municipal Dr. Almério de Rezende, o 1º Fórum de Cultura. De acordo com a organização, o evento teve o objetivo de fazer uma caracterização do município com referências a todos os aspectos históricos, físicos, geográficos, demográficos, econômicos e sociais, que estejam relacionados ao desenvolvimento cultura, além de um diagnóstico cultural com explicações da realidade local na qual se quer atuar e mudar. Foram realizadas apresentações artísticas culturais como teatro, música, canto indígena e outros. (Diário de Caratinga)

 

Prefeitura envia organograma à Câmara

                A Prefeitura de Divinópolis enviará nos próximos dias para a Câmara Municipal um projeto de lei com o novo organograma do Poder Executivo. Assim como feito no Poder Legislativo em maio deste ano, o novo organograma da Prefeitura prevê a criação de novos cargos comissionados. De acordo com o Portal Centro-Oeste uma fonte da Prefeitura revelou que a Reforma Administrativa criará novos cargos comissionados, mas não trará mais despesas para o Poder Executivo. A fonte explicou que um cargo, como por exemplo, de gerência, será transformado em outros cargos, e o salário seria dividido em igual para os cargos que fossem criados a partir daquele. (Gazeta do Oeste - Divinópolis)

 

Cefet e Prefeitura algumas buscam soluções

                O prefeito José Roberto de Oliveira e o diretor do Cefet Douglas Martins Vieira da Silva assinaram Termo de Convênio celebrado entre o município de Leopoldina e o Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Unidade Leopoldina, com o objetivo de estabelecer parceria entre as partes em busca de soluções em tecnologias da informação e telecomunicações e análise do software para a operacionalização do estacionamento rotativo em Leopoldina. Segundo cláusulas do convênio publicado na edição nº 2091 desta sexta-feira, 22, do Diário Oficial dos Municípios Mineiros,  o Cefet vai colaborar nas soluções em tecnologias da informação e telecomunicação, auxiliando na análise do software para operacionalização do estacionamento rotativo em Leopoldina. (Leopoldinense)

 

PCMG realiza força-tarefa "ProteJÁ"

                A Polícia Civil de Minas Gerais iniciou, em Juiz de Fora, a primeira etapa dos trabalhos da força-tarefa "ProteJÁ", organizada pela 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora (1ª DRPC), com a finalidade de atuar no combate à criminalidade junto aos condomínios residenciais do Minha Casa, Minha Vida. Participaram dessa fase policiais civis da 1ª DRPC, acompanhados da Delegada Regional de Juiz de Fora, Patrícia Ribeiro de Souza Oliveira, e da Delegada que  vai coordenar os trabalhos, Sheila Oliveira. O grupo criado tem a finalidade de atuar diretamente nas unidades habitacionais para minimizar a violência nessas áreas. Segundo a delegada Sheila Oliveira, os policiais civis realizarão a panfletagem nos 15 residenciais do programa Minha Casa, Minha Vida, faixa 1. (Gazeta de Muriaé)

 

Das Auto

 

Stefan Salej

     A feira de automóveis de Frankfurt, realizada a cada dois anos, teve neste ano, além da Chanceler alemã Angela Merkel, também a presença da principal executiva da Facebook, Sheryl Sandberg. Bem, que a líder alemã estivesse presente alguns dias antes de eleições parlamentares, está claro. Mas, porque dar tanta importância à Senhora Sanberg? Os prepotentes alemães, que vendem na China um em cada dois automóveis, deram à empresa de Palo Alto, Califórnia, uma importância que coloca bem no nosso nariz a pergunta: o que está acontecendo com "Das Auto", como os alemães chamam o automóvel.

                O fato é que na feira não se falava de potentes máquinas, aquelas que a Lava Jato apreendeu dos nossos malfeitores, mas de carros híbridos, elétricos, de mobilidade urbana e carros autodirigíveis. Automóveis que usam mais e mais eletrônica, inteligência artificial, e integração de várias tecnologias inteligentes. Os produzidos hoje, estão virando carroças com muita rapidez. E neste capítulo inclui-se o uso de automóveis como pelo Uber e todo o sistema de logística, como fazendo entregas que hoje são feitas por motoqueiros.

                Além de toda a inovação tecnológica a que estamos assistindo, ainda há a questão do meio ambiente. A indústria alemã fez feio com a falsificação de dados sobre emissões dos seus motores a diesel nos Estados Unidos ( no Brasil ninguém se incomodou com isso) e precisa recuperar a credibilidade.Por isso, usaram a feira de Frankfurt para anunciar que em menos de dez anos vão fabricar mais carros elétricos do que a gasolina e diesel. Analistas apontam que a Alemanha, que fez da indústria automobilística sua força motriz de desenvolvimento ( 13 % do PIB e 18 % das exportações) está em uma encruzilhada tal que se não houver uma mudança de modelo econômico pode chegar a uma crise sem precedentes, inclusive de efeito devastador para a Europa. E tem outros movimentos: a Renault fez da aliança com a Nissan e a Mitsubishi um gigante que deve produzir nos próximos cinco anos mais de 10 milhões de veículos por ano. Em resumo, o setor todo está no meio de mudanças significativas.

                No Brasil, decidimos há sessenta anos, na época de JK, fazer da indústria automobilística também o motor do nosso desenvolvimento. E ela continua forte, poderosa e com tantas fábricas com incentivos que já perdemos a conta de sua competitividade a não ser para exportar para a Argentina. Fala-se timidamente de automóveis elétricos, de consolidação e de avanços tecnológicos em nível mundial. E esse debate, que pode estar fervendo no próprio setor, deve ser um debate sobre avanços tecnológicos, meio ambiente, combustíveis,  e mobilidade, ente outros, que interessam à sociedade brasileira como um todo. A não ser que desejemos esperar que a crise nos derrube mais uma vez.

STEFAN SALEJ, consultor empresarial, foi presidente do Sistema Fiemg e do Sebrae MG.

EM DEZ ANOS OS ALEMÃES VÃO FABRICAR MAIS CARROS ELÉTRICOS DO QUE A GASOLINA E DIESEL

ascom