COLUNA MG (02 de Março)

Publicado em 02/03/2018 - coluna-minas-gerais - Da Redação

COLUNA MG (02 de Março)

Procon disponibiliza novas linhas telefônicas

            De acordo com informações da diretoria do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), em Araguari são feitas entre 30 e 40 reclamações diariamente. As principais denúncias envolvem serviços de telefonia e internet, além de produtos com problemas. O órgão é responsável por apurar denúncias contra os direitos do consumidor; publicidades abusivas e enganosas, adulteração de produtos, ofertas falsas, cláusulas abusivas em contratos, entre outras situações. Com o intuito de agilizar o atendimento aos consumidores que desejam fazer sugestões e reclamações, o Procon disponibiliza duas novas linhas telefônicas. (Gazeta do Triângulo - Araguari) 

Arcos é polo para capacitações da Sedese

            A cidade de Arcos agora é cidade polo para capacitações realizadas pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social - regional Divinópolis. A informação foi repassada ao Governo, por meio do secretário de Desenvolvimento e Assistência Social, Sérgio Veloso. O encontro do secretário com o diretor regional da Sedese em Divinópolis, Júlio César dos Santos, ocorreu nesta quarta-feira, 28. De acordo com Júlio César um dos motivos que levaram à escolha de Arcos como cidade polo foi a Gestão de qualidade usada na prestação de serviços na área de assistência social. Com a nova referência, Arcos sediará todas as capacitações ofertadas pela regional Divinópolis, podendo receber público de cerca de 20 municípios vizinhos. (Jornal Centro Oeste - Arcos) 

Gaeco encerra operação algoz

            O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado - Gaeco de Varginha, formado pelo Ministério Público de Minas Gerais, Polícia Militar e Polícia Civil, encerrou na quarta-feira, 28, a Operação Algoz, que resultou na prisão de oito pessoas e apreensão de um adolescente, envolvidos em organizações criminosas. A Operação, denominada Algoz, foi iniciada em outubro de 2017, após um conflito entre facções criminosas, que resultou na morte por decapitação de um membro de uma das organizações. Desde então foram realizadas diversas ações, como a apreensão de 64,5 quilos de maconha, 160 pedras de crack. (Gazeta de Varginha)

 Lei do silêncio ampliada em JF

            A discussão do projeto de lei complementar que obriga fecharem mais cedo bares que perturbam o sossego e cometem infrações previstas no Código de Posturas, como a obstrução de calçadas por mesas e cadeiras, ganhou mais um capítulo esta semana. A polêmica, que completou um ano em fevereiro, pode estar próxima de um desfecho. A novidade agora é que a Associação Brasileira de Bares, Restaurantes e Similares da Zona da Mata (Abrasel-ZM) e o Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Juiz de Fora (SHRBS-JF) aceitam o projeto, mas com ressalvas e alterações. Entre elas, a ampliação das punições para outros setores e estabelecimentos que podem vir a cometer as mesmas irregularidades, como a construção civil, os salões de festas, os supermercados, as feiras e até as igrejas. (Tribuna de Minas - Juiz de Fora)

 Esportistas querem praça 'de volta'

            Desportistas de Montes Claros se uniram ontem para cobrar a revitalização da Praça de Esportes, principal equipamento de política esportiva da cidade e que se encontra praticamente abandonado. Em recente decreto, a prefeitura determinou que irá transformar parte do espaço em estacionamento para gerar receita - mesmo a prefeitura tendo fechado 2017 com R$ 68 milhões em caixa. Profissionais da área temem pelo futuro do esporte na cidade. Para o professor de educação física Rogério Chaves, conhecido como Roy, a praça sempre foi o local de treino de atletas da cidade, inclusive da periferia. Ele defendeu o retorno de programas e a formação de equipes, como já aconteceu no passado. (O Norte de Minas - Montes Claros) 

Aberta licitação de cemitério em Uberaba

            Após diversos entraves, a Prefeitura de Uberaba abre concorrência para concessão do cemitério-parque. O valor do contrato está estimado em R$29.969.823,63. As empresas interessadas em participar do processo têm prazo até 5 de abril para apresentar documentação e propostas de preço. A vencedora da concorrência receberá a outorga para a exploração do cemitério, mas antes deverá realizar a obra de implantação da estrutura e depois a gestão e manutenção do espaço. Pelo edital, o prazo da concessão do serviço será de 50 anos, contados a partir da entrada em operação do cemitério. A Prefeitura escolheu a área da fazenda Cassu para implantar o cemitério-parque. (Jornal da Manhã - Uberaba) 

Prefeitura oferece serviço especializado

            O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) administrado pela Prefeitura de Muriaé vem oferecendo atendimentos gratuitos especializados para promover a saúde bucal dos muriaeenses. O CEO trabalha com extrações, inflamações de gengiva, lesões de lábios, pequenas cirurgias e outros procedimentos. Para receber o benefício, é preciso ter em mãos o encaminhamento de um dentista de uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS's) da cidade. O serviço faz parte do programa Brasil Sorridente do Governo Federal e complementa a Atenção Básica à Saúde que funciona dentro das UBS´s de cada bairro e distrito. (Gazeta de Muriaé) 

Servidores do Dmae são presos por fraude

            O diretor geral adjunto do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), o ex-vereador David Thomaz Neto, foi preso na tarde da última quarta-feira, 28, na segunda fase da Operação Poseidon, do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Também foram detidos o ex-diretor geral do Dmae, Epaminondas Honorato Mendes, e o atual diretor técnico, Carlos Henrique Lamounier. Eles foram denunciados por articularem desvios de mais de R$ 8,1 milhões dos cofres da autarquia em favor da empresa Araguaia Engenharia. (Diário de Uberlândia)

 

ascom