Casa cheia e nova troca de farpas na Câmara de Muzambinho

Publicado em 18/08/2018 - cidade - Da Redação

Casa cheia e nova troca de farpas na Câmara de Muzambinho

LIMPEZA PÚBLICA E IPTU

O cidadão Márcio Adriano Barbosa foi o primeiro a fazer uso da tribuna livre. Inicialmente, encaminhou abaixo-assinado de moradores e pediu providências de limpeza pública no bairro Jardim Chico Pedro, bem como em toda a cidade. Em seguida, também questionou os valores cobrados no IPTU 2018. Sugeriu um levantamento à respeito, pois entende que os moradores da periferia estão pagando um valor maior em comparação com o centro da cidade. Vários vereadores comentaram e elogiaram a participação do cidadão na tribuna.

EM DEFESA DOS ANIMAIS

A cidadão Maria Guadalupe Vechi Vilela também fez uso do espaço, expondo todo o trabalho realizado pelos voluntários do grupo “Correntes do Bem”. Durante a manifestação da conhecida “Lupinha”, foram exibidas fotos o telão mostrando a triste realidade de animais abandonados e doentes pelos bairros da cidade, bem como o trabalho de proteção aos animais de rua desenvolvido pelo grupo voluntários de Muzambinho. No final, foi feita a solicitação de apoio aos vereadores no sentido do Executivo fazer a doação de terreno para a construção de galpão para amparar e reabilitar animais doentes.

QUEIMADAS EM ÁREA URBANA

O vereador Afrânio Verdureiro fez a leitura de ofício encaminhado pela moradora do bairro Parque da Colina, Adriara Vasconcelos, reivindicando medidas de combate às queimadas em áreas urbanas. Destacou consequências como poluição ambiental, mortalidade de animais, danos em canos de água e risco de acidentes em residências. Também abordou sobre a limpeza de praças e calçadas. Chegou a sugerir a aplicação de multas aos proprietários de terrenos de utilizam a prática criminosa de queimadas para limpar suas áreas.

Fernando da Saúde alertou que o Código de Postura já exige que os proprietários mantenham os terrenos limpos, inclusive com multas previstas. Porém, as normas nunca foram cumpridas no município.

CRÍTICAS AO PRESIDENTE

O vereador Dr. Vicente parabenizou o prefeito pelas novas instalações da Secretaria Municipal de Saúde, proporcionando mais dignidade à população. Parabenizou o colega Canarinho pela apresentação de requerimento solicitando ao prefeito a construção de rampas de acesso para deficientes na Praça Pedro de Alcântara Magalhães, sendo que o pedido foi atendido. Em seguida, lembrou questionamento do colega Afrânio na última semana sobre a limpeza no bairro Brejo Alegre. Na oportunidade, lembra que (Dr. Vicente) citou a “má vontade” por parte do motorista do caminhão da coleta de lixo. Depois, tomou conhecimento que o fato envolveu os dois coletores e não o motorista. Assim, o vereador deixou seu pedido de desculpas ao motorista do caminhão pelo engano ocorrido. O vereador ainda comentou projeto social “Arte do Bem”, de sua autoria, juntamente com o CRAS, que visa atender crianças de baixa renda (a partir de 5 anos) com treinamento gratuito de Jiu Jitsu. Estará fazendo a entrega de 50 a 100 kimonos, além do material para treinamento, custeio de viagens para competições e lanches para alimentação durante as viagens. Também questionou o presidente sobre a retirada de faixas de publicidade convocando a população para audiência pública de saúde, revelando que não houve recolhimento da devida taxa no setor de tributos da prefeitura.

Dr. Vicente lembrou fato ocorrido na última reunião, considerando uma atitude extremamente deselegante do presidente que usou a tribuna para dirigir a palavra a um vereador que teve uma rixa pessoal com uma funcionária da Câmara. Entende que as rixas não devem existir, mas se existirem devem ser resolvidas entre as partes envolvidas. Destacou que a Casa é formada por 11 representantes eleitos pelo voto, com a função de fiscalizar e aprovar leis. “...usar esta tribuna para atacar um colega junto com as funcionárias que aqui estavam, debochando e rindo do vereador, achei uma coisa muito deselegante. Me senti envergonhado por participar desta Câmara neste dia”, falou.

Baiano concordou com o colega Dr. Vicente, argumentando que os vereadores devem resolver os problemas de forma interna. “Não pode acontecer que a direção desta Casa traga funcionários para afrontar qualquer um dos vereadores. Não podemos admitir tamanha afronta feita ao vereador”, disse.

MEIO AMBIENTE

O vereador Fernando da Saúde parabenizou o Secretário de Meio Ambiente, Murilo Gonçalves, presente no auditório, pelo excelente trabalho à frente do setor. Informou que na última semana o mesmo se tornou presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas GD6 (Pardo e Mogi). Fernando ainda comentou que uma empresa especializada fazia a coleta de óleo de fritura no município, sendo que em troca deixava produtos de limpeza. A informação foi passada pela moradora Andréia Morais, sugerindo ao vereador o desenvolvimento de um trabalho que possa beneficiar as creches e escolas. Atuando a respeito, buscou o apoio do Secretário Murilo, que viabilizou o acordo com a empresa responsável. O Secretário também mereceu elogios do vereador Afrânio Verdureiro, que destacou a seriedade do trabalho desenvolvido.

Fernando ainda parabenizou os membros da Loja Maçônica Odilon Piconez que se empenharam na arrecadação de recursos para ajudar a Banda Lírica Muzambinhense, que tem o comando do Maestro Lázaro Cesarino.

REBATENDO O PRESIDENTE

O vereador João Pezão iniciou destacando que todos os assuntos abordados exigem o investimento financeiro. Ou seja, a aquisição do terreno para os voluntários em defesa dos animais, limpeza no bairro Jardim Chico Pedro e ação de combate às queimadas. Contou, inclusive, que tem o prazer de emprestar equipamento para a prefeitura roçar o campo do bairro Brejo Alegre. E criticou: “O que mais me espanta é a má administração do dinheiro público pela nossa Câmara”. E continuou: “Não aguento mais tanto teatro e encenação por parte do presidente desta Casa. Ele é mais um dramaturgo do que propriamente um agente político”. Criticou o excesso de funcionários na Câmara, num total de 12, gerando um custo mensal superior a R$ 30 mil. João Pezão esclareceu que disse à funcionária que o dinheiro gasto com o salário dela seria bem-vindo para “tantas finalidades públicas”, sendo que na oportunidade estava sendo cobrado sobre banheiros públicos no campo da Barra Funda. “O presidente tentou me denegrir, difamar e até mesmo desmoralizar publicamente”, reclamou. O vereador alegou que sempre defendeu as contas públicas, com consciência daquilo que pode ser gasto, que é viável ou é prejudicial ao município. Voltou a criticar o “inchaço” na Câmara. Também criticou o presidente que nunca utilizou o chamado “adiantamento de despesa” para viagem ou quilometragem, mas passou a usar depois através de diárias. “Estou aqui para fiscalizar. Quando cobro é porque tenho razão. Não tenho medo de denúncias”, finalizou.

PRESIDENTE RESPONDEU

O presidente Jota Maria agradeceu o colega Dr. Vicente, pediu desculpas e avisou que tomaria as providências para a retirada da faixa publicitária sobre a audiência pública. Em seguida, comentou sua presença no encerramento dos jogos Água & Fogo na Escola Estadual Cesário Coimbra, parabenizando os professores e alunos pelo brilhantismo. Revelou que a escola tem três medalhistas de ouro na Olimpíada de Matemática, citando os alunos Hugo Rodrigues Salomão (2014), Raul Lomonge Figueiredo (2015) e Tiago L.M. Labanca (2017). Assim, sugeriu uma homenagem pela Câmara de Vereadores. O presidente também lembrou cobranças a respeito do IPTU, inclusive sugerindo uma reforma tributária e ação com relação às loteadoras que pagam o imposto referente aos terrenos num prazo de cinco anos.

Jota Maria rebateu críticas sofridas, alegando que é uma “pessoa do bem”. Lembrou fato envolvendo João Pezão e um cidadão do bairro Campestre, quando o vereador foi infeliz numa declaração. Depois, durante seu programa de rádio, impediu críticas ao vereador. Em seguida, reclamou que foi caluniado e difamado pelas ruas da cidade e rede social, fato que não pode aceitar. Assim, procurou se defender, revelando que a funcionária ficou abalada com as palavras proferidas pelo vereador. “Estou aqui com a bandeira branca. Não sou do mal. Estas briguinhas e picuinhas não levam a nada”, disse. Sobre os gastos e Câmara “inchada”, revelou que todos os funcionários já estavam nas suas funções e contratou apenas um. O presidente afirmou que defende todos os funcionários, lembrando também foi votada a lei que dá direito ao vereador a viajar. Terminou pedindo união em prol do município de Muzambinho.

TEMAS DIVERSOS

O vereador Daniel Ferraz agradeceu o diretor Michel Salomão e Marcos que solucionaram problema de queimada no bairro Parque da Colina. Parabenizou todos os voluntários do grupo Correntes do Bem que acompanharam a reunião, sugerindo a utilização do espaço do matadouro. Isto até que o grupo conquiste um espaço adequado. Roberto Teodoro também sugeriu contato com o Campus Muzambinho para utilização de um espaço. Afrânio, por sua vez, citou a possibilidade de utilização de área no Distrito Industrial. Daniel também comentou a respeito de limpeza pública no centro da cidade e bairros da periferia. A administração colocou uma caçamba para recolhimento do lixo na saída para o Patronato. O vereador revelou que a quadra do Alto do Anjo está sendo destruída, sendo que a administração promoveu uma limpeza no local. O vereador terminou parabenizando a administração pela nova Secretaria Municipal de Saúde, pedindo solução para o problema de fila para a realização de exames e cirurgias.