Ministra Tereza Cristina reitera compromisso com a extensão rural

Publicado em 30/01/2019 - agronegocio - Da Redação

Ministra Tereza Cristina reitera compromisso com a extensão rural

Em audiência, o presidente da Anater apresentou à ministra os projetos que estão sendo executados pela agência e os resultados alcançados nos últimos dois anos 

 

Em audiência no final da tarde da terça-feira (29/01), no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o presidente da Agência Nacional e Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Valmisoney Moreira Jardim, apresentou à ministra Tereza Cristina os projetos que estão sendo executados e os resultados alcançados pela agência nos últimos dois anos.

 

O presidente relatou à ministra que a Anater iniciou efetivamente suas atividades em dezembro de 2016 e, a partir desta data, iniciou a construção de todos os instrumentos e normativos necessários para o seu funcionamento. “Dentre esses instrumentos destacamos o Pacto pelo Fortalecimento da Ater e o Instrumento Específico de Parceria, que possibilitaram à Anater estabelecer parceria com as entidades governamentais prestadoras de Ater – as Emateres -, de forma desburocratizada, mas com toda segurança jurídica”, destaca.

 

Em sua apresentação, o presidente também destacou o processo inovador como estão sendo realizadas as chamadas públicas para contratação de entidades prestadoras de Ater. “As chamadas públicas são realizadas por meio de sistema eletrônico, possibilitando mais segurança, lisura, transparência e celeridade ao processo”, explicou.

 

De acordo com o presidente, a Anater já está presente em todas as unidades da Federação, levando assistência técnica a cerca de 100 mil famílias e 1222 empreendimentos (cooperativas e associações) da agricultura familiar. “Apesar das dificuldades, especialmente relacionadas ao contingenciamento de recursos, que sofreu um corte no orçamento previsto inicialmente, a Anater está avançando em sua proposta de levar assistência técnica qualificada aos pequenos produtores, especialmente nas regiões mais vulneráveis, como o Semiárido brasileiro”.

 

O presidente também ressaltou que a Anater está qualificando extensionistas rurais de todo país para que possam levar ao campo sua proposta, visando gerar conhecimento e inovações tecnológicas com base na realidade local, elevando a abrangência e a qualidade da assistência a ser ofertada aos agricultores e suas organizações econômicas.

 

Segundo o presidente, nos dois últimos anos, quase seis mil extensionistas rurais já passaram pelo Programa de Formação da Anater, o que representa 30% do contingente a ser formado. “Nossa meta é que, em breve, todos os cerca de 20 mil técnicos do país sejam alcançados pelo Programa de Formação”, planeja.

 

O presidente Valmisoney Moreira Jardim finalizou ressaltando que a proposta da Anater, firmada na cultura da participação coletiva e na autonomia, tem levado soluções mais eficazes e produtivas ao meio rural. “Comprovadamente, o serviço de Ater confere maior efetividade aos resultados das políticas públicas voltadas para o setor e a Anater conquistou seu espaço de protagonismo, mesmo atuando com estruturas enxutas, porém ágeis, eficientes e modernas, se firmando com plena capacidade para liderar as ações para o fortalecimento e a promoção do desenvolvimento rural sustentável”, concluiu.

 

Após a explanação, a ministra Tereza Cristina reafirmou o compromisso do MAPA com a Assistência Técnica e Extensão Rural do Brasil.

 

Também participaram da reunião o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Silveira Camargo, e o assessor da secretaria da Defesa Agropecuária do MAPA, Francisco Basílio Souza.

 

 


Jerúsia Arruda

Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater)

Assessoria de Comunicação