Café cai em Janeiro com expectativa de safra recorde no Brasil

Publicado em 05/02/2018 - agronegocio - Da Redação

Café cai em Janeiro com expectativa de safra recorde no Brasil

Os preços do café arábica sofreram uma queda acentuada no mercado internacional em janeiro. Os contratos com entrega em março do café arábica negociados em Nova York fecharam o mês a 121,85 centavos de dólar por libra-peso, com queda de 3,4 por cento em relação à última cotação de dezembro (126,20 centavos de dólar por libra-peso).
 
Do lado fundamental, clima bastante favorável para as lavouras do cinturão cafeeiro brasileiro voltaram a pressionar as cotações futuras do arábica em janeiro, que caíram bastante apesar da desvalorização do dólar, fator que torna as exportações menos atrativas para o Brasil. “As chuvas de janeiro foram excelentes para a fase de enchimento dos grãos, o que reforça o sentimento que haverá uma safra recorde em 2018?, disse o analista de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach.
Segundo o primeiro levantamento da safra 2018 da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), divulgado em janeiro, a produção, agora sob influência da bienalidade positiva e com uma expectativa de boas condições climáticas, deve situar-se entre 54,44 e 58,51 milhões de sacas de 60 quilos, com uma variação entre 21 a 30%, superior à do ano passado, quando atingiu 44,9 milhões de sacas.
A produção de café arábica deve ficar entre 41,74 e 44,55 milhões de sacas, elevação de 21,9% a 30,1% contra as 34,25 milhões de sacas colhidas no ano passado. Já a safra de conilon deve chegar a 12,7 milhões de sacas, chegando a 13,96 milhões de sacas, com aumento de até 30%.


Fonte: Safras & Mercado/CCCMG